SOMENTE UMA PALAVRA (Mt 8.5-10)

 

Jesus acabara de entrar na cidade de Cafarnaum. Um homem importante, centurião, comandante de 100 soldados do maior império da época, se aproxima dEle e lhe pede humildemente que cure seu servo, o qual estava “paralítico e violentamente atormentado.” Era um comandante de um império humano fazendo solicitação ao Comandante do império do céu.

E Jesus se prontificou em ir curá-lo. Mas o centurião disse que não era digno que Jesus entrasse debaixo do seu telhado, mas que dissesse somente uma palavra, e o criado sararia (v. 8).

Em outras palavras: dentro dos limites humanos, eu sou comandado e comando. Mas o impossível pertence a ti; basta a Tua ordem. Que confiança, hein!

E o centurião tinha razão. Imagine o Senhor falando! O vento e o mar, quando O ouviram, se aquietaram; seres animados e inanimados ouvem Sua voz. Quanta gente consolada! Quantas coisas gloriosas Ele fez! Só pelo poder que havia em Sua Palavra.

Você está aí, lendo a Palavra do Salvador. Talvez você espere ouvir um grande desse mundo lhe promoter algo. Mas, ah se tu conheceras o dom de Deus, e soubesses o poder dessa Palavra, ainda que à distância!

Não importa o tamanho do problema. Basta uma palavra, e seus problemas vão embora. Mas siga as passadas do centurião: se humilhe; vá ao encontro do Mestre; peça a Ele, e receba a vitória!

Comentários