O QUERER DE JESUS (MC 1.40-42)

Ele era um homem leproso, sofrido; vivia fora dos muros da cidade. A Lei não permitia que, sequer, aproximasse de alguém.

Mas ele aproximou-se de Jesus. Que oportunidade! E, num gesto de profunda adoração, ajoelhou-se diante dAquele, e somente ele, pode receber adoração. E rogou-lhe: “se bem queres, bem podes limpar-me.”

“Se queres”?! Alguém ainda duvida? Diante dEle estava ali a obra-prima de suas mãos, o homem que Ele havia criado para fazer exatamente o que aquele homem estava fazendo: adorando.

“Se bem queres, bem podes limpar-me.” Aquele homem apelou para o querer de Jesus. E o que Ele respondeu? Era uma oportunidade para mandar aquele nojento ir arrepender-se dos pecados. Mas acompanhe o texto: “E Jesus, movido de grande compaixão, estendeu a mão, e tocou-o, e disse-lhe: quero, sê limpo!”. E o homem foi curado.

Você ainda vai duvidar do querer de Deus? As pessoas, quando estão mal, dizem ERRONEAMENTE: “vou como Deus quer”. Mas essa não é a vontade de Deus.

Siga a seqüência daquele leproso: adore o Senhor, e pergunte se Ele quer resolver. Está na hora de você apropriar-se de um direito que você tem: o de falar ao Mestre. Ele tem palavras de salvação. Afinal, Seu nome quer dizer ‘Salvador’. Imagine o que não produzirá a Palavra do Salvador! Então, aproveite! Fale com ele!

Comentários