Bruxos e muçulmanos se convertem ao cristianismo no sul do Sudão


Sudão do Sul – Cristãos do Sudão do Sul, vem sofrendo incessante perseguição, mas a constância, perseverança, fé e confiança em Deus, fez nascer frutos. Graças à disposição destes irmãos na fé, de estarem prontos a morrer por Cristo.Os pastores Simon Deng Dut Chok e Willian Deng Koch, já experimentaram a dor da perseguição. Ainda estremecem quando lembram do que sofreram por causa da Fé. Mas também, estão felizes com a construção da igreja e de como os cristãos estão dispostos a pregar o evangelho.

Nos últimos anos, mais de 512 igrejas surgiram no Sudão do Sul. O líder dos jovens, Philip Alich Mayoldit, treinado a ensinar leitura no idioma nativo, está disposto a pregar “o evangelho a todas as nações” com uma bicicleta. “Vamos por todos os cantos de Aweil e também fora da cidade para ensinar as pessoas a lerem a bíblia em seu idioma e ensinar sobre Cristo”.

Dezenas de bruxos deixaram de praticar o ocultismo e feitiçaria e agora fazem parte de uma congregação em Akuem. “Não queriam ir à igreja ou ouvir o evangelho”, explicou pastor William, “porém, quando as esposas escutaram o evangelho e entregaram suas vidas à Cristo, 40 de 60 bruxos descobriram que o Evangelho era a Verdade, então aceitaram à Cristo e se batizaram”, disse.

Atualmente, aproximadamente 3.000 pessoas frequentam regularmente os cultos.

Michael Deng era o segundo curandeiro mais “poderoso” da região, mas “ao ouvir o evangelho, se entregou a Cristo e desde então investe seu tempo e vida à serviço do Rei”. O evangelho é a chave de tudo, acrescentou o pastor.

“Vamos continuar pregando a Palavra de Deus até que cada vida saiba que Jesus Cristo é o Senhor”.
Tradução: Jonara Gonçalves

Com informações ANC

Fonte: Consciência Cristã Vinnac

Comentários